Projeto "Educação para a Liberdade: a incidência de mulheres camponesas, organizadas em grupos, nas escolas das/os suas/seus filhas/os.”

Nome da Organização

ESPLAR - Centro de Pesquisa e Assessoria

Autor

Andrea Sousa Lima

Localização

Rua Princesa Isabel, nº 1978 - Bairro: Benfica - CEP: 60015-035 - Fortaleza / CE

Áreas de Atuação

Agricultura Familiar; Gênero, na perspectiva feminista; Agroecologia; Água e qualidade de vida; Consórcios agroecológicos; Educação do Campo; Quintais Produtivos; Sementes Crioulas; Soberania e Segurança Alimentar; Algodão Agroecológico

Resumo

A ação visa fomentar o acesso e o exercício de direitos no campo da prática da cidadania, da educação de qualidade e da alimentação saudável, a favor de 190 mulheres, no âmbito de 13 grupos em comunidades rurais. Entre as ações destaca-se: oficinas formativas organizativas e políticas para as mulheres; programa de formação e acompanhamento de incidência política nos espaços de governança; instrumentalização de recreadoras comunitárias; implementação de galinheiros e bioáguas (reúso de águas cinzas) nos quintais produtivos; acompanhamento técnico de base agroecológica nos quintais; assessoria na produção e na comercialização.

Público Alvo

Mulheres agricultoras familiares

Local da Implementação da Solução

Nos municípios de Monsenhor Tabosa, Nova Russas e Tamboril, no território Sertão dos Cratéus.

Abrangência

Regional

Parceiros

Sim. We World Brasil/GVC

Período de Desenvolvimento da Solução

3 anos

Quais foram as principais influências na construção da Solução?

Mulheres organizadas em grupos, fim da violência doméstica, produção agroecológica e quintais produtivos

Quais os principais resultados observados (até agora)?

Mulheres organizadas em 13 grupos, fazendo incidência nas associações, sindicatos e escolas. No campo da produção, tem resultado na qualidade da prática agroecológica do manejo de quintais, como também o aumento da produção de alimentos saudáveis para a família, a partir da implementação de 24 "bioáguas"; sistemas que reutilizam a água domiciliar que vem do banho, da pia da cozinha e lavanderia. A água é direcionada para filtro de tratamento através de mecanismos de impedimentos biológicos e físicos. Após o tratamento, a água está pronta para ser reutilizada na irrigação de fruteiras e hortaliças. Além de produzir alimentos saudáveis, esta água que antes era descartada no meio ambiente, poluindo solo e terra, agora está sendo usada para produção de alimentos e geração de renda familiar.

Status atual da solução

Em aplicação

Houve algum obstáculo na concepção/implementação da Solução?

Recursos financeiros para replicabilidade em outros quintais produtivos.

A Solução possui financiamento? Quais?

Sim. Aplicada em parceria com organização não governamental.

A Solução possui potencial de escalonamento? Quais?

Sim. Para as populações e lugares com escassez de água para produção.

A Solução possui potencial de replicabilidade? Quais?

Sim. Aumento da disponibilidade de água para a produção de alimentos saudáveis e melhoria da soberania e segurança alimentar.

Como ocorre/ocorreu a divulgação da Solução?

Informações sobre a solução

Pergunta: Sim Não
A Solução aborda o uso sustentável de recursos, as áreas naturais e o conhecimento tradicional? -
A Solução aborda problemas de pobreza? -
A Solução aborda os desafios dos direitos humanos, a justiça social, a equidade para todos os povos? -
A Solução aborda a discriminação de gênero? -
A Solução respeita/inclui direitos de povos indígenas e comunidades locais? -
O projeto contribui no fortalecimento do trabalho e renda? -
A Solução estabelece rotas de acesso à informação e para consulta pública? -
Promove a resolução pacífica de conflitos? -
A metodologia utilizada é inovadora? -
A Solução possui uma sistematização/metodologia/passo a passo? -
Ocorre a troca de informações? -
Formou agentes disseminadores do projeto? -

Galeria de Fotos